Este site usa cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website concorda com o seu uso. Para saber mais, leia a nossa Política de Cookies.

SÁBADO    por    Cofina Boost Content

Partilhe nas Redes Sociais

As Casas Pintadas abrem portas a uma visita
Évora

As Casas Pintadas abrem portas a uma visita

O conjunto de frescos quinhentistas único na zona dá nome a este espaço singular em pleno centro histórico da cidade de Évora.

No próximo dia 9 de outubro pelas 10h30 estamos de visita à bonita cidade de Évora e às suas Casas Pintadas. A Associação Montepio propõe aos seus associados uma visita guiada a este singular espaço cujo nome se deve ao conjunto de frescos quinhentistas que decora a galeria e oratório anexo integrados no jardim. Trata-se de uma das mais interessantes manifestações artísticas do género existentes em Portugal e exemplar único da pintura mural palaciana da primeira metade do século XVI.

À época da execução dos frescos, as Casas Pintadas pertenciam a D. Francisco da Silveira, 3º coudel-mor de D. Manuel I e de D. João III e um poeta de referência no Cancioneiro Geral.

Mais tarde, já no final do século XVI, as Casas Pintadas foram anexadas ao Palácio da Inquisição e passaram a albergar os juízes do Santo Ofício. No século XIX foi criado, no conjunto habitacional das Casas Pintadas, o Teatro Eborense, que foi então a primeira sala pública de espetáculos da cidade.

As Casas Pintadas e todo o seu espaço de jardim acabaram, entretanto, por ser adquiridas pela Fundação Eugénio de Almeida, que, em 2008, levou a cabo um projeto de valorização e requalificação do jardim daquele espaço. Mais tarde, em 2011, o conjunto fresquista foi objeto de estudo e de uma intervenção de consolidação e restauro, estando hoje acessível ao público.

Motivos mais do que suficientes para se juntar a nós e conhecer os frescos de Évora, de interpretação exótica e mitológica, que combinam exotismo, originalidade e poder evocativo. Vista roupa confortável, traga uns sapatos adequados para caminhadas e deixe-se deslumbrar por este imóvel, classificado como de Interesse Público desde 1950.

PodPoupar

PodPoupar+

Um podcast que ensina tudo sobre poupanças e finanças